segunda-feira, março 26, 2007

Um Grande Português


Passados 11 anos sobre a morte do escritor, não psso deixar de manifestar inquietação a propósito daquilo que considero uma parca e injusta atenção dada à escrita de Vergílio Ferreira, antes e após a sua morte, para além de meros textos estudados fugidiamente durante o ensino secundário. O seu desaparecimento físico, não sei se por corolário fatalista dos grandes personagens, se por triste indiferença crítica, foi precedido por uma discrição estranha e amorfa, remetida para os tais textos soltos e perdidos no secundário, sem direito sequer, a um debate televisivo em horário nobre. Resta-me acreditar que a serenidade do seu desaparecimento físico esteja afinal de acordo com a profundidade da sua obra.
Ler Vergílio Ferreira é fazer uma pausa obrigatória na vida e retomá-la de modo mais essencial. Um homem que esceveu a presença inefável e autêntica das coisas, a orientação profunda dos seres, o sentido último da existência. O homem que escreveu sobre a consciência de fundo e reflexiva que nos acompanha pela brevidade dos sentidos, recriando-a em movimentos primordiais como um sonho restabelecido. Li as suas páginas no limite do sentir um jogo presente e ausente de relações com o mundo, como uma ordem transcendente aflorada por simples gestos retocados e inflamados pelo espírito convergente. As suas páginas trespassam a matéria e revelam-nos uma existência intersticial balanceada no desiquilíbrio latente de tudo pertencer a tudo. Desvendam-nos a transcendência como o acto de pensar e sentir, como um começo, um nexo gratuito que se percorre na desatenção dos corpos sem os deixar indiferentes. As sua páginas libertam-nos dos caprichos pessoais e integram-nos num mundo de possibilidades estéticas, ontológicas e afectivas. Abrem-nos um caminho pelas sendas mais profundas do amor divino e encenado pela interpretação humana.
Obrigado Vergílio Ferreira

P.A.

Blogotinha
Justiça
Macroscópio
marketeer500
O Jumento
Sobre o tempo que passa
Tomar Partido
Globalia
Tropicalidades
Trinos de Dissidência
Jornais/Revistas/TVs Nacionais
Strategic Foresight Group
Globalisation Institute
The Trilateral Commission
The Bilderberg Group - Invisible Power
Global Vision
Nações Unidas
UNICEF
laRepública
the Globalist - global understanding
Le Monde diplomatique
Le Monde Diplomatique (ed. bras.)
Le Monde
Economist
El Mundo
Finantial Times
International Herald Tribune
Newsweek
Technorati
Biografia do Pensamento Político
História do Presente